domingo, 28 de janeiro de 2018

Eu não vou ficar com ninguém, a não ser que você queira ficar comigo

Acordei com o meu celular tocando, olhei na tela e era o despertador, 6h15 da manhã. Olhei pro meu lado e o Júnior dormia todo lindo. Respirei fundo lembrando de tudo o que aconteceu, levantei da cama devagar pra não acordá-lo e fui até o banheiro. Fiz minhas necessidades, escovei os dentes com uma escova que ele tinha separado pra mim, tomei um banho rápido, voltei pro quarto enrolada na toalha, vesti a roupa que eu estava ontem e quando estava colocando minha sapatilha, ouvi o Júnior se espreguiçando e olhei pra trás
Júnior: bom dia - sorriu
Clara: bom dia - sorri de canto
Júnior: porque tá se arrumando? - sentou na cama
Clara: tenho que ir embora
Júnior: não, fica
Clara: não dá, tenho que ir na CBF levar uns documentos hoje, não posso me atrasar
Júnior: toma pelo menos o café da manhã - levantou da cama - me espera, só vou tomar um banho - eu assenti e ele me deu um selinho, indo direto pro banheiro. Fiquei pensando no que aconteceu ontem e, não sei se me arrependi, ainda estou confusa com tudo isso e preciso esclarecer as coisas pro Júnior. Ele saiu do banheiro depois de uns dez minutos, foi direto pro closet, e saiu de lá vestindo apenas uma bermuda - vamos descer? - eu assenti e levantei
Clara: Júnior, a gente precisa conversar - ele me olhou
Júnior: o que foi? - disse preocupado
Clara: sobre ontem, eu... - ele me interrompeu
Júnior: eu sei, não vou forçar a barra, deixa rolar como tiver que ser, vai ser no seu tempo - eu sorri
Clara: obrigada - ele sorriu e me deu um selinho demorado
Júnior: vamos? - eu assenti, ele passou o braço pelo meu pescoço e descemos. Não sei como, mas o café da manhã já estava na mesa
Clara: não posso demorar, tá? - nos sentamos
Júnior: só come alguma coisa - começamos a comer, conversamos um pouco sobre coisas aleatórias e quando olhei no celular, já eram 7h10
Clara: tenho que ir - levantei limpando minha boca
Júnior: tudo bem - se levantou também - não vai ficar me evitando hein
Clara: não vou - sorri - me leva até a porta? - ele assentiu, fomos pra sala, peguei minha bolsa, a chave do carro e saímos da casa
Júnior: avisa quando chegar lá
Clara: pode deixar - chegamos ao lado do meu carro e eu o desalarmei
Júnior: dirige com cuidado - abriu a porta pra mim
Clara: sabe que sim - ele sorriu e eu tomei a iniciativa de lhe dar um beijo demorado
Júnior: te amo
Clara: te amo também - sorrimos - tô indo - dei mais um selinho nele e entrei no carro, fechando a porta em seguida - tchau
Júnior: você vai pro Villa Mix né?! - eu assenti e ele sorriu - vai com Deus
Clara: fica com Ele - sorri, dei partida e saí dali, indo pro portão daquela mansão. O segurança abriu o mesmo, eu buzinei e fui embora.
[...]
Cheguei na casa dos meus avós já eram 9h22, entrei com o carro, o deixei na garagem e entrei correndo. Pra minha surpresa, o pessoal já estava acordado e conversando na sala de estar
Clara: bom dia, bom dia - ia passar direto, mas meu pai me chamou - oi
Marcos: onde você dormiu?
Clara: depois eu converso com vocês
Vó Glória: não vai tomar café?
Clara: não, já tomei, vou me arrumar, preciso ir na CBF ainda - fui subir a escada
Thiago: a noite foi boa hein - falou mais alto e eu ri já chegando em frente ao meu quarto. Entrei ali, coloquei meu celular pra carregar, me troquei, fiz uma maquiagem bem levinha, coloquei uns anéis, só penteei meu cabelo, tirei meu celular do carregador, peguei minha bolsa, a pasta que eu tinha que levar e desci, já vendo o pessoal espalhado pelos sofás da sala
Alex: que isso hein, já vai fazer sucesso lá - eu ri
Clara: besta
Marcela: filha, não vai comer nada mesmo?
Clara: não mãe, já comi lá no Júnior
Marcos: no Júnior? - ai caralho! dei um sorrisinho sem graça
Clara: bom, tô indo - peguei a chave do carro e fui saindo
Marcos: Maria Clara, volta aqui - eu ri e mandei beijo
Clara: depois a gente conversa
Vô Marcelo: boa sorte! - disse mais alto
Clara: obrigada! - disse no mesmo tom, já fechando a porta. Fui pra garagem, entrei no carro e quando eu ia dar partida, a tela do meu celular acendeu, olhei e era mensagem do Júnior. Eu ia abrir só depois, mas lembrei que não o avisei que tinha chegado, então abri
Bandeira, obrigado por ontem
E boa sorte lá
Não agradeça, jogador
Obrigada
E cheguei bem tá, esqueci de avisar
Beijo
Nem esperei ele responder, sai do whats, bloqueei a tela, coloquei o cinto, dei partida e fui pra sede da CBF.

Júnior on
Depois que a Clara foi embora eu não conseguia parar de pensar nela e no que aconteceu aqui. Eu sei que ela vai querer ir devagar em relação a nós dois e eu entendo ela, mas vai ser difícil pra caralho me controlar, principalmente nessa semana em que todo mundo vai estar em Goiás.
Tô me sentindo até mais leve depois de ter conseguido esclarecer tudo. Estava com medo dela não entender e continuar me odiando. Mas só tive mais certeza do amor que ela sente por mim. Só preciso de tempo pra a reconquistar de vez.
Peguei meu celular e vi que ela tinha respondido minha mensagem, nem mandei mais nada porque certamente ela já devia ter chegado lá e não veria o celular. Entrei no instagram e vi que ela tinha postado uma foto, provavelmente já na sede da CBF
mcfbertolli: Tentando conter a felicidade de estar concluindo mais um sonho
Curti a foto e nem olhei os comentários, porque ouvi a voz dos meninos chegando e fazendo bagunça.
Cris: eae majoor - chegou ali, deu um toque na minha mão e eu ri. Cumprimentei a Bi, a Dani e o resto dos caras
Júnior: demoraram carai - eles se jogaram ali nos sofás
Gil: a gente foi buscar os carros né mano
Júnior: Gabi não vem não?
Gil: foi pra Angra, vai ficar lá na dona Glória com a Clara
Júnior: ah é, a Clara falou
Gui: a Clara?
Júnior: é - eles ficaram me olhando - ela veio aqui ontem
Dani: meu clamar está vivo então? - eu ri
Júnior: infelizmente, ainda não
Jota: mas se resolveram?
Júnior: acho que sim
Gustavo: e não voltaram? - eu neguei com a cabeça - tu tá muito tranquilo pra quem não voltou com ela - eu ri
Júnior: você quer que eu faça o que? não vou obrigar ela a voltar comigo, mas a gente tá de boa, vamo deixar rolar
Bianca: já estou na torcida
Dani A.: e quem não está né - rimos
Gui: e isso aqui - levantou algo na mão
Júnior: o que é isso? - não consegui ver direito
Gui: colar da Clara - puts
Gil: eita, será que foi só uma conversa mesmo? - eu ri
Júnior: dá aí, depois eu entrego pra ela - ele me deu
Jota: tô achando que rolou um remember aqui hein - eles riram
Júnior: cala a boca mano - ri e entrei em outro assunto.
Júnior off

Depois de entregar os documentos, pegar instruções e saber que não precisaria ir até a FIFA, agradeci lá e voltei pra Angra.
Cheguei lá e já subi direto pro quarto. Olhei pela janela e já estava todo mundo na piscina, então coloquei meu biquini, o óculos de sol e desci, indo direto pra piscina.
Clara: cheguei - vi a Gabi ali também e fui abraçá-la - nem avisou que tinha chegado, peste
Gabi: eu avisei sim, você que não vê o celular - revirou os olhos - deu tudo certo lá?
Clara: graças a Deus, sim, só esperar o contato da FIFA e segue o jogo
Gabi: e eu fiquei sabendo de um negócio aí, quer ter a honra de me contar ou vou ter que pedir diretamente? - eu gargalhei
Clara: quem já foi abrir a boca pra você?
Gabi: seu pai que me perguntou o que você foi fazer na casa da Juninho - tentou engrossar a voz e rimos
Clara: já te conto tudo - fui dar um beijo no pessoal, eles perguntaram como tinha sido, contei pra eles e tal. Como estavam fazendo churrasco, fiz o meu pratinho e sentei com a Gabi, aproveitei e já fui contando tudo pra ela.
Gabi: ai meu Deus, teve noite de amor e tudo - eu ri - quando vão voltar?
Clara: não sei nem se a gente vai voltar - ela me olhou e eu dei um gole no meu suco
Gabi: eu dou na tua cara - eu ri - sério, vocês se amam meu, não tem porque ficar separado
Clara: eu sei que a gente se ama, mas é difícil recomeçar, e com ele, pela segunda vez
Gabi: eu sei amiga, mas uma coisa é você recomeçar algo que não vai pra frente e outra coisa é você recomeçar algo que sabe que vai dar certo. As vezes que vocês terminaram nem foi por que vocês quiseram, tudo bem que na primeira foi vacilo do Júnior, mas na ultima ele não tinha o que fazer, o Pedro ferrou vocês - eu respirei fundo
Clara: ai, não sei, eu vou deixar rolar, mas não quero ficar me prendendo a ele agora, se der vontade a gente fica, vamos nos falar de boa, mas sem nada sério, quero ficar tranquila por um tempo
Gabi: voltando com ele tá tudo certo - rimos.
Nós ficamos o dia inteiro na piscina e depois saímos todos pra jantar fora. Quando voltamos eu conversei com o meu pai e contei que tinha ido no Júnior, ele tinha esclarecido tudo e que tínhamos ficado de boa. Ele ficou feliz e disse que temos que voltar logo hahaha ele não existe.

Domingo, 2 de Julho de 2017
Já estamos em Goiânia, chegamos ontem e já curtimos o primeiro dia. Não encontrei o Júnior e os meninos porque eu e a Gabi ficamos em outro camarote, com o Thiago e uns amigos dele que também vieram, mas hoje vamos ficar todos juntos. Acordei com o meu celular despertando as 9h, já que a abertura começa as 11h30 e ainda temos que tomar o café. Chamei a Gabi e ela acordou rapidinho.
Gabi: bom dia - disse se espreguiçando
Clara: bom dia miga, vai tomar seu banho enquanto eu peço o café - levantei da cama - ou vai querer comer lá embaixo?
Gabi: não, vamo comer aqui mesmo - eu assenti
Clara: então vai lá - ela levantou da cama, pegou a roupa na mala e foi pro banheiro. Pedi o café e disse que podiam trazer daqui uns 15 minutos, que eu acho que seria o suficiente pra dar tempo de eu pelo menos tomar banho também. A Gabi saiu do banheiro, avisei ela sobre o café e já corri pro banheiro pra tomar meu banho. Fui bem rápido, me sequei e só vesti uma camiseta bem larga, voltei pro quarto e o rapaz estava deixando o nosso café ali. A Gabi agradeceu e ele saiu
Gabi: vai comer primeiro ou vai se arrumar?
Clara: vou comer - me sentei - os meninos vão pra lá que horas?
Gabi: o Gil disse que vão depois de tomar café também, mas o Gui e a Dani ainda não acordaram
Clara: tem que chamar o Thiago também né
Gabi: eu acho que ele vai com os meninos
Clara: e o Gil, vai com a gente? - ela assentiu. Tomamos nosso café, depois escovei meus dentes e comecei a me arrumar, enquanto a Gabi terminava a maquiagem dela. 
Ficamos prontas, a Gabi mandou mensagem pro Gil e combinou de nos encontrarmos na frente do hotel, já que ele já estava lá embaixo.
Encontramos o Gil, entramos no carro e fomos pro Serra Dourada. No caminho aproveitei e postei a foto que a Gabi tirou pra mim enquanto o Gil pegava o carro
mcfbertolli: E lá vamos nós pro segundo dia de Villa Mix
Nem olhei os comentários.
Gil: vai ficar com a gente hoje né cunhadinha - me olhou pelo retrovisor
Clara: hoje eu vou - ri - vocês vão ficar até o final né?!
Gil: claro, depois tem outro rolê ainda
Gabi: que rolê, que eu não tô sabendo? - o olhou e eu ri
Gil: você ia saber depois, amor, até porque, você também vai
Gabi: falo nada - ele riu. Fomos conversando e logo chegamos lá. Como estávamos com as pulseirinhas, já entramos direto e fomos pro camarote. Tinha um pessoalzinho lá, mas acho que não teremos problemas.
Gil: vou lá pegar umas bebidas pra gente - deu um selinho na Gabi
Gabi: não demora - ele assentiu e entrou lá. Curtimos umas bandas que entraram lá pra iniciar o dia, eu não conhecia nenhum deles, mas deu pra curtir um pouco.Quando deu umas 15h30, os meninos começaram a entrar ali, com a Nadine, uma amiga dela, a Dani e a Bianca
Clara: nossa, pra quem viria depois do café né - rimos e fui cumprimentando todos
Bianca: esses meninos enrolam demais - ela e a Dani se juntaram a mim e a Gabi
Clara: gente, cadê o Jota?
Júnior: já tá subindo - apareceu ali e veio me cumprimentar - tudo bem? - perguntou depois de me abraçar
Clara: tudo e você? - sorri
Júnior: melhor agora - sorriu também
Gui: ae casal, vocês são lindos juntos, mas dá pra socializar com todo mundo?
Nadine: casal? vocês estão juntos de novo?
Clara: não Na, o Guilherme que é idiota - rimos e o Júnior foi pro lado dela
Gui: ô Juninho, cê já devolveu pra Clara? - eu olhei pro Júnior sem entender
Júnior: verdade, seu colar, tá aqui comigo, você esqueceu lá em casa - tirou do bolso e me deu
Clara: nossa, eu nem percebi
Gabi: é por que a noite foi muito boa - eles riram e eu não sabia onde enfiar a cara
Clara: calem a boca vai - ri. O Júnior saiu dali com o Dani Alves e foram falar com o Wesley Safdão, que faria o próximo show. Ele me chamou pra ir junto, mas eu não quis. Fiquei bem quietinha na minha, pra ninguém ficar tirando foto e inventando coisa sem sentido. A Nadine e a amiga dela ficaram ali comigo e com as meninas conversando
Bianca: meu, ontem a gente tentou ir lá pro camarote que vocês estavam, mas tava tudo tão cheio que não deu nem pra chegar perto - eu ri
Dani: parecia até que era lá que o Júnior tava - nós rimos
Clara: tava realmente muito cheio lá, tanto que a gente nem ficou até o final, não tava aguentando
Nadine: muito quente também né
Gabi: amostra grátis do inferno - nós rimos. O Jota apareceu ali com duas meninas, que pareciam ser gêmeas e eu acho que já vi em algum lugar, só não lembro onde
Clara: quem são essas meninas? - disse olhando pra eles
Gabi: é aquela tal de Emilly do BBB e a irmã dela, o que elas estão fazendo aqui?
Dani: ah, jura que você não sabe?! - eu ri, é óbvio que estão atrás do Júnior né
Clara: eles estão vindo - paramos de falar e o Jota chegou ali com elas
Jota: oi Clarinha - me deu um beijo e um abraço - e aí Gabi - fez o mesmo com ela - essas são a Emilly e a Mayla - elas nos cumprimentaram - e meninas, essa é minha mamãe Nadine, a Clara, a Gabi, namorada do Gil, Dani, mulher do Gui e a Bianca, namorada do Cris
Clara: prazer - sorri fraco
Emilly: prazer é todo meu - disse toda animada - a senhora é mãe do Neymar também né?!
Nadine: sou sim - sorriu
Jota: bora ali pra eu apresentar vocês pros meninos - saiu dali com elas e vi o Júnior voltando com o Dani ali, tomando água de côco
Júnior: ow, cadê o Gustavo? - disse olhando ali em volta
Clara: tá lá na pista atrás de mulher - o Carlinhos chegou ali também
Júnior: onde? - foi ali pra grade
Gabi: ali - apontou
Júnior: não tô vendo
Clara: ali menino - apontei também e eles riram quando viram que aparentemente o Gu tinha tomado um toco
Júnior: se eu não tô por perto ele não pega ninguém - riu
Clara: é né, sem novidades
Gabi: ciumes de você - cantou e eu dei um tapa nela
Nadine: você não me vem trazer mulher pra cá hein Juninho
Júnior: quem eu quero já tá aqui mãe - me olhou e eu virei o rosto
Dani: eu não aguento vocês não - eu ri
Jota: aê Juninho - voltou ali com as meninas - as meninas querem te conhecer
Emilly: oi Ney - já foi dando beijo e abraçando ele, que sorriu sem graça
Júnior: e aí, tudo bem? - ficou falando com elas ali e eu saí de perto, a Gabi veio atrás de mim e as meninas foram pra perto dos namorados
Gabi: amiga, controla esse ciumes
Clara eu não tô com ciumes, Gabriela - peguei meu celular
Gabi: imagina se tivesse né - chegaram algumas notificações no insta e eu fui ver, tinham me marcado em uma foto e dizendo que eu estava no mesmo lugar que o Júnior, supondo que nós estivéssemos voltado. Nem fiquei vendo muito e bloqueei a tela do celular - vamo lá com os meninos
Clara: não, vai lá, vou pegar alguma coisa pra beber lá dentro
Gabi: tá, mas é pra ir mesmo hein
Clara: tá, Gabriela - revirei os olhos e ela riu, indo na direção dos meninos. Peguei vodka com energético e fiquei tomando ali, enquanto olhava lá pra fora, vendo o assunto super produtivo do grupinho. Vi que o Júnior saiu de lá e foi falar com os meninos, a Gabi falou alguma coisa pra ele, eles me olharam, eu disfarcei e percebi ele vindo na minha direção
Júnior: tá aqui por que? - eu o olhei
Clara: vim pegar alguma coisa pra beber - levantei o copo
Júnior: já pegou e continua aqui
Clara: não posso?
Júnior: pode, só quero saber por que tu tá com essa cara
Clara: tô normal
Júnior: você tá com ciumes
Clara: é o que?
Júnior: tá com ciumes das meninas
Clara: Júnior - ele me interrompeu
Júnior: ela vai ficar com o Jota - eu ri
Clara: Júnior, para de ser idiota, a menina tá se jogando pra você - disse irritada
Júnior: claro que não Clara, cê vai ver, ela vai ficar com o Jota
Clara: você se faz de lerdo, não pode ser - bufei e ele ficou me olhando - a menina tá doida pra se chegar com você
Júnior: mas pra isso acontecer, eu tenho que querer também né
Clara: e eu duvido que não queira
Júnior: eu tinha esquecido como era você com ciumes - riu - eu não vou ficar com nenhuma delas, o Jota tá querendo a Emilly, por isso trouxe elas pra cá
Clara: já disse que não tô com ciumes - dei um gole no meu copo - e você vai deixar seu irmão servir de tapa buraco? porque o que ela quer é entrar pra família né e se não conseguir com você, vai se contentar com o Jota - ele gargalhou
Júnior: eu amo você - eu fiquei o olhando - deixa o Jota se resolver lá, eu não vou ficar com ninguém, a não ser que você queira ficar comigo - eu acabei dando um sorrisinho e ele me abraçou - desfaz esse bico e vamo lá com os meninos, o Safadão já vai entrar - me soltou
Clara: eu te odeio - ele riu
Júnior: eu sei que não - deu um beijo na minha testa e fomos junto com os meninos





Tá aí o primeiro cap. do ano.
Ficou meio sem graça, mas no próximo as coisas mudam.
Espero que estejam gostando.
E as leitoras novas: sejam bem vindas e espero que gostem da fic.
Comentem, deem opiniões e digam o que estão achando.
Beijos!

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Capítulo 68 - Olha, tá tarde pro'cê ir embora, não é melhor você ficar?

Dedicado a Sabrina Coutinho, minha fã número 1 e a Mari Rangel, a que mais me enche o saco pra postar hahaha





Acordei com uma dor de cabeça infernal. Chorei tanto ontem, que acabei dormindo no sofá da sala e só despertei quando a Rose me chamou
Clara: oi - a olhei - chegou faz tempo?
Rose: meia hora mais ou menos, aí fiz seu café e vim te chamar - eu sentei no sofá - tá tudo bem? - perguntou quando olhou pras minhas roupas, percebendo que não era pijama né
Clara: tá, tive uma conversa com o Júnior ontem - fiquei a olhando e ela sentou do meu lado
Rose: se acertaram? - eu neguei com a cabeça e ela fez uma cara triste - você ainda ama ele né?!
Clara: estaria mentindo se dissesse que não, né - sorri de canto
Rose: é - sorriu - mas não fica assim não, se for pra vocês ficarem juntos, vai acontecer quando tiver que ser, nada acontece por acaso
Clara: é, eu sei - sorri - amo você - a abracei e ela riu
Rose: eu também amo você - secou uma lágrima que escorreu no meu rosto - agora vai tomar seu café, porque já ligaram dizendo que você tem que buscar seu vestido pra amanhã
Clara: ai, eu tinha esquecido - disse colocando a mão na testa. Amanhã é o leilão do Instituto e a Nadine faz questão da minha presença lá. Nem lembrava que tinha que pegar meu vestido - vou escovar meus dentes e a gente já toma o café - dei um beijo na bochecha dela, levantei e fui pro meu quarto.
[...]
Depois de buscar meu vestido, passei na casa da Gabi, já que ia almoçar lá. Cheguei no prédio dela, subi e toquei a campainha, tia Fernanda que atendeu
Fernanda: você aqui - disse animada e nos abraçamos - que saudade - eu ri
Clara: é né, se eu não venho, vocês não vão lá - rimos e desfizemos o abraço - Gabi não disse que eu viria?
Fernanda: não, acho que esqueceu - riu - entra - deu espaço, eu entrei e ela fechou a porta
Clara: e o senhor Rodrigo, trabalhando já? 
Fernanda: já, saiu cedinho hoje, deve voltar só no final da tarde
Clara: vida de trabalhador - rimos - cadê a Gabriela?
Fernanda: tá lá no quarto, vai lá - eu assenti, deixei minha bolsa ali no sofá e fui até o quarto dela, entrei lá e ela tava no celular
Gabi: tá bom amor - revirou os olhos e eu ri - eu vou, já peguei
Clara: manda ele desligar, desgruda - ela riu e eu sentei na cama
Gabi: não, é a Clara, acabou de chegar aqui - riu - ele disse pra você calar a boca - disse me olhando e eu ri
Clara: Gil, dá licença, minha hora agora - falei mais alto pra ele escutar e ela colocou no alto falante
Gil: sai fora Clarinha, Gabi é minha, cê perdeu, ficou muito tempo fora - riu
Clara: cheguei primeiro - rimos - tchau Gil, quero minha amiga - ele riu
Gil: folgada mesmo - a Gabi riu - tchau baixinha - eu revirei os olhos
Clara: falou o gigante - ele riu - tchau mané
Gil: tchau amor, depois a gente se fala
Gabi: tá bom, beijo, te amo
Gil: te amo - ela desligou
Clara: own, te amo - ela riu e se jogou na cama
Gabi: para de ser retardada - eu ri - você vai amanhã né?!
Clara: vou Gabriela, vou, já até peguei meu vestido
Gabi: e que cara é essa aí? - sabe aquela amiga que te conhece pra caralho? então, a minha é ela
Clara: ontem eu conversei com o Júnior - ela me olhou surpresa
Gabi: como assim?
Clara: ele já tava querendo falar comigo faz tempo e - ela me interrompeu
Gabi: vocês estavam se falando?? - disse um pouco mais alto
Clara: não, ele me chamou pela direct no insta, aí a gente se falou, mas nada de mais não, aí eu fiquei pensando e resolvi contar sobre o aborto - respirei fundo
Gabi: e como ele ficou?
Clara: triste né, chorou lá comigo, disse que eu tinha que ter contado pra ele desde o início e eu sei que devia, mas passou né
Gabi: finalmente né, saiu um peso das suas costas, não saiu?
Clara: uma tonelada - ela sorriu de canto
Gabi: e ele te falou sobre o término?
Clara: não, eu não quis saber, já passou também, ele tá feliz com a Bruna
Gabi: amiga, não, ele não tá mais com ela não - eu a olhei - ele terminou antes de eles irem pra África
Clara: como assim? eles estavam juntos lá, eu vi as fotos
Gabi: é, eu sei, mas foi só pra não estragar os planos deles, eu falei com a Rafa - eu pedi pra ela continuar - parece que ele terminou depois do dia dos namorados e disse pra eles irem pra África mesmo separados pra não ficar chato e nem ficarem falando muito dos dois, Gil disse que ela tava super animada pra ir, então deve ser por isso também
Clara: pessoa que não sabe o que quer, é assim né - dei de ombros
Gabi: Maria, ele quer você!
Clara: para com isso - eu a olhei - você não tava com mais raiva dele do que eu?
Gabi: é, eu tava, mas sua mãe me contou o porque de ele ter terminado contigo, lembra? eu só não te conto porque ele quer fazer isso, mas pra ele conseguir, você tem que querer escutar ele né
Clara: exatamente! e eu não quero
Gabi: amiga
Fernanda: o almoço tá pronto, meus amores - chegou ali interrompendo ela
Clara: então vamos - sorri sínica olhando pra Gabi e levantei
Gabi: eu te odeio, Maria Clara - eu ri e saímos do quarto, indo direto pra cozinha
[...]
Passei praticamente o dia todo na rua. Fui ver um sapato pra mim, porque sim, deixei pra ultima hora, mas achei. Depois fui resolver uns problemas no banco e aí sim voltei pra casa. Cheguei, falei com a Rose e fui tomar um banho, porque já estava exausta.Depois do banho, voltei pra cozinha, ajudei a Ro na janta, comemos nós duas, depois a ajudei de novo e como ela ficaria aqui hoje, eu fui dormir.

Quinta-feira, 22 de Junho de 2017

Hoje é o dia do leilão no Instituto. Já recebi a ligação da dona Nadine pelo menos três vezes, só pra confirmar que eu iria hahaha. Acabei de chegar do salão e vou me arrumar pra ir pro hotel Unique, junto com a Gabi, já que o Gil já está lá. 
O Júnior não falou comigo e também não fiquei sabendo deles nesses dois dias, só soube dos boatos do término, que não foi confirmado por ele e nem por ela ainda, mas né, como diz o ditado, tô nem aí. Como a Rose não veio hoje, estou sozinha, então tenho que correr com tudo. 
Fui pro meu quarto, peguei meu vestido no closet e fui pro banheiro tomar meu banho [...] Depois de pronta, peguei minha bolsinha, fui pra sala, peguei meu celular no carregador e vi que já eram 17h, então peguei a chave do carro e desci. Entrei no carro e fui pegar a Gabi. Cheguei lá, só mandei uma mensagem e ela desceu, toda linda
Clara: tá maravilhosa - disse depois de ela entrar no carro e me dar um beijo
Gabi: você que tá né - colocou o cinto - preparada?
Clara: não sei pra que - dei partida e fomos pro hotel
Gabi: você sabe que a gente vai encontrar ele antes do leilão
Clara: não vejo nada de mais - ela riu
Gabi: ai ai - nem dei bola e segui dirigindo.
Chegamos no Unique, descemos do carro e eu dei a chave pro manobrista. A Gabi mandou mensagem pro Gil, avisando que já estávamos lá, então ele pediu pro Big descer. Enquanto ele não descia, pedi pra Gabi tirar uma foto minha ali e assim ela fez. Só não postei porque vi o Big se aproximando
Clara: Big, que saudade - o abracei e ele retribuiu
Big: quanto tempo, patroinha - eu ri e desfizemos o abraço
Clara: não sou mais patroinha hein - rimos e ele foi falar com a Gabi
Big: vamos? - nós assentimos e subimos. Entramos no elevador e o Big apertou o botão do ultimo andar. Descemos e eu já percebi que era a suíte máster, ou seja, todos estariam ali né. Nem preciso dizer que meu coração disparou. - podem entrar - abriu a porta depois de passar o cartão e nos deu espaço pra entrar. Estava uma falação lá  dentro e foi cessando quando nós entramos
Gabi: olá, chegamos - riu e a Na já veio até nós
Nadine: ai, que bom que vocês chegaram - nos cumprimentou - tudo bem?
Clara: tudo ótimo - sorri e vi que o Júnior estava deitado no chão lá no meio da sala
Nadine: bom, eu tô indo lá colocar meu vestido e já volto aqui com vocês - eu assenti
Gabi: Na, onde tá o Gil?
Nadine: ali na sala, naquela porta, deve estar se trocando, pode ir lá - disse e saiu, cumprimentamos a Gabi Pozzi, o Ricardo, o Rafa e logo o David Brazil veio até nós, todo arrumado já
David: olha só quem está aqui - eu ri e ele me cumprimentou - oi Gabi - fez o mesmo com ela - teu homem tá ali dentro com o meu homem - eu gargalhei - ô Gil, sua mulher chegou - disse mais alto e isso despertou a atenção do Neymar
Júnior: chegou, gaburra - riu e ela foi até ele - peraí pessoal - falou com o celular, que ele certamente devia estar fazendo live - David, segura aqui - o David foi segurar, ele disse algo no ouvido dele e foi falar com a Gabi - tu conseguiu ficar bonita mesmo hein - gargalhou e ela deu um tapa nele
Gabi: cala tua boca, palhaço - riu também e eles se abraçaram
Gil: que mulher maravilhosa essa minha hein - disse saindo da sala ali com o Jota
Clara: começou - revirei os olhos e ela foi até ele, o Júnior se aproximou de mim e eu já estava nervosa
Júnior: oi - sorriu de canto e me deu um beijo na bochecha
Clara: oi - fiz o mesmo
Júnior: tudo bem?
Clara: aham, e você?
Júnior: tô bem
Clara: e não tá pronto ainda por que? - disse quando percebi que ele estava só de short e camiseta
Júnior: tô esperando meu terno - riu
Clara: ata - ri também
Jota: e aí cunhadinha - veio até mim e me abraçou - saudades po - deu um beijo na minha bochecha
Clara: menos né Jota, sua cunhada não sou eu, mas tava com saudade também - desfizemos o abraço e vi que a Pozzi chamou o Júnior pra se arrumar
Jota: cala a boca ow, tu não sabe de nada - eu ri - tá linda hein, meu irmão deve estar louco já 
Clara: sai daqui - o David veio pra perto filmando com o celular do Júnior e eu me afastei do Jota
David: olhem meu homem, que maravilhoso, Jotinha é só meu hein - disse filmando o Jota - olha, tem uma pessoa aqui, maravilhosa também, que eu não sei se posso mostrar - olhou pra mim - posso mostrar? - eu neguei com a cabeça e ri - não pode gente, mas depois vocês vão saber, não tem pra onde fugir
Clara: doido - falei baixo 
David: que Bruna gente - riu - Bruna não vem não meus amores - eu revirei os olhos mentalmente. Ele continuou filmando lá e eu resolvi postar a foto que a Gabi tirou antes de nós subirmos   
mcfbertolli: Pronta pro 1° Leilão do @institutoneymarjr, hoje é dia de ajudar quem precisa!
onelovemcfbertolli: MARAVILHOSA!! EU TE AMO
marcelafbertolli: Linda filha, te amo
guipitta_: que isso hein, parece gente
torcida_clamar: meu Deus, fala que é você que tá no quarto junto com o Neymar, por favor
needjuninho: não viaja vai, eles nem devem se falar mais @torcida_clamar
Parei de ver os comentários quando vi a Rafa ali na minha frente
Clara: nem percebi você aqui - ri e me levantei pra cumprimentá-la
Rafa: só fica nesse celular né - eu ri - cê tá linda, cara - sorriu
Clara: ó quem fala né - ela riu
Rafa: cê já viu meu irmão?
Clara: já - ela ficou me olhando - tá tudo bem - sorri e a Nadine apareceu ali, já pronta - nossa senhora, que maravilhosa! - ela sorriu e veio até mim - meu Deus hein, que sucesso
Nadine: para de ser besta - rimos
Clara: gente, tô tão lerda que nem perguntei, cadê o tio? - a Rafa riu
Nadine: ele já tá no salão - olhei as horas e já eram 20h
Clara: parece que vão se atrasar né
Júnior: quem? - disse saindo do quarto e eu comecei a rir - ih, o que foi? - riu
Gabi: credo menino, que cabelo é esse? - gargalhou e a Nadine riu
Júnior: é por causa do meu cabelo? - me olhou e eu assenti
Clara: tá horrível - disse ainda rindo
Júnior: ah, para - passou a mão tentando ajeitar
Rafa: Deus me livre - eu gargalhei
Nadine: tá lindo filho - riu - tá todo mundo pronto?
Gil: sim senhora 
Gabi Pozzi: calma, deixa só eu colocar meu sapato - foi correndo no quarto e voltou já com ele no pé - vamos
Júnior: o Léo já tá aí?
Gabi Pozzi: disse que tava chegando
David: então vamos né, porque aquilo deve estar lindo - todos pegaram o que ia precisar e fomos saindo. Entramos no elevador e o Jota apertou o botão
Jota: lamentável, a Clara toda linda e o Juninho dá uma dessas com esse cabelo - a Gabi gargalhou
Clara: por que tem que falar de mim menino? eu hein
Júnior: cala a boca, Joclécio - eu ri e descemos no andar do salão, eu puxei a Gabi pra um canto
Clara: vamo esperar um pouco, deixa eles entrarem e depois de um tempo a gente entra também - ela assentiu
Gil: vamos?
Gabi: espera um pouco, ela não quer entrar com eles - o Gil me olhou
Clara: ah, beleza então - ficamos uns 10 minutos conversando e depois entramos. Óbvio que atraímos (ou eu atraí) alguns flashes, mas nada se compara ao que seria se tivéssemos entrado todos juntos.
[...]
Bom, foi tudo muito lindo no leilão, várias pessoas ajudando, desde empresários, a artistas. Eu arrematei um jantar com a Paola Oliveira e vou dar pro Thiago, porque ele é um ser apaixonado por ela.
A Rafa, Adenacia e a Gabi ficaram no meu ouvido, dizendo que eu tinha que ouvir o Júnior e blá blá blá. Rafaella disse que ele confirmou pro pessoal da imprensa que está solteiro. Bom pra ele né?!
Curtimos bastante lá, teve show do Raça Negra (que eu passei a admirar ainda mais depois que conheci o Júnior, já que a familia dele ama), Claudia Leitte, Tirulipa também estava lá, enfim, Dani Alves, que é um cara que eu adoro e não mudou em nada comigo também. 
Depois de correr tudo melhor do que o planejado, o pessoal foi deixando o salão e eu me despedi deles antes deles saírem também, porque sabia que eles iriam pra algum outro lugar e se eu ficasse, ia ficar sem jeito de recusar. Dei tchau pra todo mundo e fui pegar meu carro. [...] Cheguei em casa, tomei um banho e fui checar meu e-mail. Quase caí pra trás quando vi que tinha um da FIFA. Abri o mesmo e quando comecei a ler, nem acreditei, lá no finalzinho dele estava bem grande "APROVADA". Eu juro que só não gritei de alegria porque já era tarde e os vizinhos iam querer me expulsar do prédio. Vocês tem noção que eu fui aprovada na prova prática pra fazer parte do quadro de árbitros da FIFA? Meu Deus, como eu esperei por isso. Como já passava de 2h da manhã e meus pais certamente estariam dormindo, eu liguei pra Gabi, porque precisava contar pra alguém. Disquei o número, dela, chamou algumas vezes e ela atendeu
Inicio
Gabi: oi amiga, aconteceu alguma coisa?
Clara: aconteceu, puta merda, aconteceu!! - disse toda feliz
Gabi: mas você tá feliz, o que aconteceu?
Clara: meu, você não vai acreditar
Gabi: fala logo
Clara: onde você tá?
Gabi: a gente tá aqui no hotel se trocando
Clara: tá, então deixa eu falar - fiz uma pausa - ADIVINHA QUEM AGORA FAZ PARTE DO QUADRO DE ÁRBITROS DA FIFA??? - gritei mesmo, porque não aguentei
Gabi: AAAH, CARALHO, NÃO ACREDITOO - gritou também e escutei alguém no fundo perguntar "o que foi?" - A CLARA PASSOU NA PROVA PRÁTICA, TÁ NA FIFAA - ouvi o pessoal gritar no fundo e ri
Clara: mano, eu tô muito feliz, sério
Gabi: e eu tô muito feliz por você, todos nós estamos, inclusive ele - disse a ultima parte mais baixo e eu acabei sorrindo
Clara: eu quero gritar - ela riu
Gabi: amanhã a gente sai pra comemorar e você faz isso - rimos - e agora, como faz?
Clara: acho que vou ter que ir em uma das sedes deles, levar alguns documentos, mas preciso pegar meu histórico de tudo lá na CBF primeiro
Gabi: minha amiga apitando jogo internacional, que tiro - eu gargalhei
Clara: você é idiota - ela riu - amiga, agora vou desligar pra tentar dormir, vai curtir sua noite
Gabi: vou, mas hoje mais tarde eu tô aí e nós vamos comemorar essa bagaça - eu ri
Clara: tá bom, meu amor, beijo
Gabi: beijo
Fim
Desliguei e vi que o celular vibrou e a tela acendeu de novo, olhei a barra de notificação e apareceu no Instagram "neymarjr te enviou uma mensagem". Desbloqueei a tela, entrei no insta e abri a mensagem dele
A Gabi falou pra gente

Parabéns por ter sido aprovada!!


Sabe que eu sempre torci mt por vc


Boa sorte nessa nova fase



Obrigada!!

Eu sei que sim 

Tá em casa já?



Tô sim

Não quer encontrar com a gente pra comemorar?



Ah não, tô cansada, vou dormir 
e amanhã eu dou um jeito de comemorar

Então tá, vai descansar então


Posso te pedir uma coisa?



Se estiver o meu alcance

Me passa teu número novo,

é melhor pra eu falar com vc

Se você concordar né


Pensei um pouco e resolvi passar, já que até ele voltar a jogar, vamos ter que manter uma boa "relação" né


Tá aí

Valeu!


Parabéns de novo e obrigado por 

ter vindo

Amo você


Beijo



Obrigada, Júnior e não precisa agradecer,
sabe que eu sou mt apegada ao Instituto

Beijo
Saí do insta, entrei no whats, já mandei um áudio pros meus pais falando da aprovação, mandei pro Gui também, depois bloqueei a tela, coloquei o celular pra carregar e fui tentar dormir...

Terça-feira, 27 de Junho de 2017

Hoje já estou aqui em Angra, na casa dos meus avós. Está praticamente toda a família aqui, pra comemorar minha aprovação. Meus pais, meus tios, o Thiago e obviamente, meus avós. A Gabi disse que deve vir amanhã, já que vamos ficar aqui até sábado e dia 1º vamos partir pra Goiânia, pro Villa Mix Festival.
Levantei por volta das 8h, porque o tempo estava ótimo e eu precisava tomar um sol daqueles. Fui no banheiro, fiz minhas higienes, coloquei meu biquini, meu óculos de sol e desci, já encontrando o Thiago ali na sala
Clara: senhor Deus, deixa eu correr pra piscina porque vai cair um temporal
Thiago: ha ha ha - riu sem humor - palhaça - eu ri e dei um beijo nele
Clara: bom dia, nenê - ele riu
Thiago: bom dia, palhaça - me sentei ao lado dele - nem senta, vamo tomar café - levantou e me puxou
Clara: quem fez café, menino?
Thiago: eu né - fomos indo pra cozinha
[...]
Tomamos o café que ele preparou, depois arrumamos a baguncinha que fizemos e fomos tomar um sol lá fora 
Clara: Thi, desamarra meu biquini aqui atrás - eu estava deitada de bruços na borda da piscina
Thiago: pra que menina? oxi
Clara: porque eu quero me queimar né, depois eu fico com marquinha, vai - ele veio até mim, desamarrou atrás e eu continuei deitada - tira uma foto aí do meu celular - ele pegou meu celular, eu desbloqueei e dei a ele de novo
Thiago: tira como?
Clara: tudo ué
Thiago: toma - me entregou o celular e voltou pra espreguiçadeira - e bota isso direito logo, porque você vai esquecer e levantar sem - eu ri
Clara: cê é trouxa - ele riu e eu fui ver a foto - nossa, babaca, por que você cortou minha bunda?
Thiago: cortei não, ó sua bunda aí, inteirinha - eu fiquei o olhando e ele riu
Clara: idiota mesmo - editei a foto e postei
mfcbertolli: Bom dia RJ!                                           @ Angra dos Reis 
thiagofmartins: cadê os créditos pela foto?
gabsmarques: amanhã tô chegandooo
torcida_clamar: que invejinha
photosneymar: Neymar tá seguindo a Clara e acabou de curtir a foto, socorroooo
mcfbertolli: VOCÊ CORTOU MINHA BUNDA!! @thiagofmartins
Parei de ler os comentários porque minha mãe e a tia Carla apareceram ali
Marcela: bom dia - mandou beijo pra mim e deu um beijo na testa do Thiago
Carla: bom dia - fez o mesmo
Thiago: bom dia - disse animado - ô tia, manda a Clara arrumar esse biquini aí
Carla: deixa a menina, Thiago
Thiago: ela vai acabar levantando e vai esquecer que isso tá desamarrado
Marcela: esse ciumes que você tem dela, chega a ser engraçado - eu ri
Clara: ele me ama demais - rimos. Ficamos ali conversando, depois pedi pra minha mãe amarrar meu biquini e fomos pra piscina. Meu pai e meu tio apareceram ali também e logo depois meus avós. Ficamos todos ali, enquanto os homens revesavam em quem ficaria ali na churrasqueira, pois já estava quase na hora do almoço.
[...]
Sentei na mesa lá de fora pra comer um arroz com a carne que eles assaram e meu celular vibrou, olhei na tela e tinham algumas mensagens no whats. Abri o mesmo e tinha mensagem da Gabi, do Gui, do Rafinha, Luana e, do Júnior. Respondi o pessoal todo e fui ver a do Júnior
Oi Clara, tudo bem?
Oi!
Tudo sim e vc?
Tô bem
Será que tem como a gente
se ver hoje? preciso falar com vc
Eu tô em Angra po
Por isso mesmo
Por isso mesmo?
É, eu tô em Mangaratiba
Não é tão longe, por favor


Mas pra que, Júnior?
Eu preciso te falar tudo, não
aguento mais cara


Tá, tá bom, eu vou ver
Me manda a localização
Eu te aviso se for

Tá, peraí


Ele me mandou a localização e eu não falei mais nada

Clara: Thiago - ele me olhou - vamo pra Mangaratiba comigo? - ele veio pro meu lado
Thiago: fazer o que lá, doida?
Clara: o Júnior quer falar comigo - ele riu
Thiago: ata que eu vou pra lá ficar de vela depois de ficar uma hora dentro do carro
Clara: ah, Thiago, por favor meu
Thiago: nem insiste Clara, é uma coisa de vocês mano, vou fazer o que lá?
Clara: tá bom - virei a cara e continuei comendo 
Marcela: o que foi que vocês estavam discutindo aí?
Clara: o Júnior quer conversar, falei pro Thiago ir comigo, mas ele não quer
Marcela: você vai pra São Paulo?
Clara: não, ele tá em Mangaratiba
Marcela: então vai filha, tá na hora de vocês acertarem tudo, mas tem ser só você e ele, o Thiago não pode fazer nada - eu bufei - se eu fosse você, eu iria
Clara: eu vou - a verdade é que eu estava com medo do que poderia acontecer lá e queria alguém que pudesse me salvar caso eu precisasse
Marcela: isso aí - sorriu e me deu um beijo na testa - termina de comer e vai, senão vai ficar tarde e a estrada é perigosa no escuro
Clara: tá, tá bom - comi o resto que tinha ali no meu prato e fui tomar meu banho. Me arrumei e quando estava descendo a escada, encontrei com a minha avó - oi vó - sorri
Glória: onde você vai? - eu fiquei a olhando, pensando se falaria ou não
Clara: eu, eu vou encontrar com o Júnior, vó, ele quer conversar - ela sorriu
Glória: faz muito bem, eu apoio - eu sorri - só toma cuidado, tá?! - eu assenti - todos sabem? - eu neguei
Clara: não, só o Thi, a senhora e minha mãe - ela assentiu - não fala nada pra eles não, tá?! vou dizer que vou resolver algo da CBF, já que amanhã tenho que ir lá
Glória: tá bom meu amor, pode deixar - sorriu - e boa sorte lá - eu sorri
Clara: obrigada vó - dei um beijo na testa dela, ela subiu a escada e eu fui lá pra fora. Me despedi do pessoal, peguei o carro que meu pai alugou aqui, avisei o Júnior que eu estava indo e fui rumo a Mangaratiba.
Levei um pouco mais de uma hora pra chegar lá, mas foi tudo bem. Cheguei no portão, abaixei o vidro, me identifiquei ali com os seguranças e eles abriram o portão. Dirigi até lá dentro e já deu pra perceber que aquilo não era uma casa, era uma mansão. Deixei o carro do lado do outro que estava ali e provavelmente era do Júnior e quando estava indo pra porta da casa, vi ele ali, de pé, de short, camiseta e chinelo, me olhando. Como de praxe, meu coração disparou e minhas mãos começaram a suar. Por isso eu queria o Thiago aqui!
Júnior: oi - sorriu quando cheguei perto dele
Clara: oi - fiz o mesmo e o cumprimentei 
Júnior: entra - abriu a porta, deu espaço pra eu entrar, assim eu fiz e ele fechou a porta - tudo bem? - fomos entrando ali na sala
Clara: tudo e você?
Júnior: tô bem também - sentou no sofá - senta aí - me sentei ao lado dele
Clara: tá sozinho aqui?
Júnior: tô, o pessoal chega amanhã
Clara: ata
Júnior: quer alguma coisa? uma água, refri, suco, cerveja? - riu
Clara: não - ri - obrigada - nós ficamos nos olhando - é - eu não sabia o que falar - então, por que me chamou?
Júnior: porque eu quero te contar tudo, eu não aguento mais guardar isso pra mim
Clara: Júnior, eu - ele me interrompeu
Júnior: Clara, você não precisa voltar comigo, mas pelo menos me ouve, eu preciso disso - eu fiquei o olhando
Clara: tá, tudo bem
Júnior: tá, calma que eu não sei por onde começar - respirou fundo - foi tudo por causa do Pedro - quando ele falou isso eu o olhei sem entender - lembra quando eu bati meu carro? - eu assenti - era do amigo dele e ele tava junto 

Júnior on

Comecei a contar tudo pra ela e lembrei do dia da batida

Flash back

11 de Julho de 2016
Eu tinha brigado com a Clara por causa daquele tal de Caique que ela conheceu. Eu sei que é coisa da minha cabeça, mas eu tenho ciume porra. Saí da casa dela e fui pro meu apartamento aqui e São Paulo. Eu tava puto da vida e comecei a beber tudo o que eu via pela frente. Não sei o que deu em mim, mas resolvi voltar pra casa da Clara, eu precisava pedir desculpa pra ela. Já passava das 2h da manhã, entrei no carro e, confesso que estava meio tonto, mas tá tudo sob controle.
Estava no caminho, quando fui passar no cruzamento e só senti meu carro batendo em outro. 
Júnior: PORRA! - dei um soco no volante e vi que dois caras saíram do outro carro - agora você morre, Neymar - desci do carro também e não acreditei no que vi
Pedro: olha só quem é o barbeiro - riu
xxxx: porra, o Neymar bateu no meu carro - parecia achar engraçada a situação
Júnior: Pedro, tá tudo tranquilo, eu pago o conserto dos dois, de boa - disse um pouco enrolado
Pedro: me passa teu número, jogador, vamo resolver isso - eu fiquei o olhando - ou você quer expor isso?
Júnior: eu já falei que vou pagar mano, passo o endereço do meu mecânico e vocês vão lá
Pedro: jogador, tá vendo aquela loja ali - apontou pro outro sentido da rua e eu olhei pra loja de suplementos que tinha ali - essa loja é do meu amigo e se você reparar bem, vai ver que tem câmera ali e ela funciona muito bem hein
Júnior: o que tu quer, cara? vai mandar pra mídia? manda aí, eles já estão cansados de me criticar mesmo, foda-se o que vão falar disso - ele riu
Pedro: ah, é? e se eu disser pra Clara que você bateu no carro depois de deixar uma mina aqui na rua? será que você não vai se importar também?
Júnior: você sabe que ela não vai acreditar em você, babaca
Pedro: será mesmo? quer pagar pra ver?
xxxx: qual é Pedro, o cara já disse que vai pagar
Pedro: cala a boca Felipe!
Júnior: tu quer meu número? então tá, me dá teu celular - ele desbloqueou a tela e me deu, coloquei meu número lá e devolvi pra ele - tá aí, faz o que tu quiser
Pedro: você não vai ficar com a Clara, cara - meu celular tocou - só pra confirmar - riu e desligou
Júnior: você que vai ficar com ela né - ri - babaca - fui no meu carro, peguei um papel e uma caneta, coloquei o endereço do mecânico e entreguei pro cara - tá aí Felipe, pode ir lá amanhã já, eu vou mandar mensagem pra ele, avisando
Felipe: valeu Neymar, tá tranquilo irmão - apertou minha mão - bora Pedro
Pedro: vai achando que tá bom pra você viu jogador - riu me olhando - você não perde por esperar - foi indo pro carro
Júnior: quem perdeu foi você, otário - ele me olhou rindo e eu entrei no carro. Como tinha quebrado o farol, resolvi voltar pro meu apê e de lá já mandei a mensagem pro Anderson, da funilaria.
Flash back off
Clara: tá e onde o Pedro entra, no fato de você ter terminado comigo? - disse me olhando
Júnior: lembra que teve o jogo lá em Goiás?
Clara: que você terminou comigo no dia seguinte, claro que lembro - disse bem sínica e eu ignorei
Júnior: quando eu fui concentrar com a seleção, ele me mandou uma mensagem - lembrei daquele maldito dia

Flash back on

13 de junho de 2016
Chegamos em Goiás e eu já fui pro meu quarto. Estava falando com a Clara, quando chegou mensagem de um número estranho, então abri
E aí jogador, achou que
eu ia esquecer de vc né


Quem é?
Não tá lembrado não?
Pedro, lembra da batida?


O que vc quer comigo?
Já paguei a porra do carro
Kkkkk quem disse que quero
falar de carro?
Eu quero que você termine com
a Clara
HAHAHAHAHAHAHA
Só pq tu quer mesmo né,
se toca mano
Ah, vc vai rir?
Eu quero que você termine
com ela ou aquele vídeo vai
parar na imprensa
Já falei que pode mandar,
eu não ligo irmão
Não liga não?
E se eu acabar com qualquer
chance dela de chegar na FIFA?
E se por um acaso, eu conseguisse
envolver ela num esquema secreto
de corrupção na CBF? você sabe
que isso é o que mais tem lá né rs
Você não tem como fazer isso, a Clara
não mexe com essas coisas
Você sabe que eu posso, posso montar
todo um cenário pra parecer que ela tem
sim envolvimento com corrupção
Não, vc não vai fazer isso
É o seguinte, jogador, ou vc termina
com a Clara depois desse joguinho seu aí,
ou eu boto seu vídeo e monto um circo
pra ferrar a Clara com isso que ela chama
de profissão
Cara, o que você ganha com isso? A Clara
não quer mais nada com vc
E daí que não? eu não quero ela com vc
Isso pra mim já basta
Eu não tenho como terminar com ela,
não tenho motivo
Dá teu jeito, te dou até domingo 
pra tu fazer isso, ou então já sabe
Pedro, é o sonho dela, porra!
Pois é, que legal né
Imagina que chato ela não realizar
ele por culpa do namoradinho dela
kkkkkkk
Você me paga por isso!
Ó e nada de contar pra ela, pra 
vcs me enganarem tá, eu vou saber
de tudo
Vai pensando aí kkkkk
Nem respondi mais, bloqueei a tela do celular e joguei o mesmo na cama. Que cara filho da puta! Como eu vou fazer agora? Eu não posso terminar com a Clara mano.
Coloquei as mãos na cabeça e fiquei pensando, mas não vinha nada na minha cabeça.
Flash back off
Júnior off
Eu não tava acreditando no que ele estava me contando, parecia mentira
Clara: mas Júnior, você podia ter me falado, eu dava um jeito
Júnior: não dava Clara, não dava! ele sabia o que tava fazendo, só demorou pra vir falar comigo porque tava tentando outro jeito de me obrigar a terminar com você, por que eu não me importei com o vídeo da batida
Clara: mas ele não tinha como provar nada sobre mim, cara - comecei a chorar, porque vi que a gente tinha se separado por algo inútil
Júnior: ele tinha, conseguiu convencer um cara a fazer um vídeo com ele, como se não soubesse que estava sendo gravado, dizendo que você fazia parte de um esquema de resultados na época em que a gente começou a namorar - eu coloquei as mãos no rosto - ele me mandou o vídeo e se eu não te conhecesse ia acreditar no que aquele cara disse
Clara: eu não acredito que o Pedro fez isso - o olhei - tá, isso explica o fato de você ter terminado comigo, mas não explica o que você fez nas Olimpíadas - ele respirou fundo
Júnior: ele sabia que depois eu iria atrás de você e que você voltaria comigo quando soubesse de tudo, então ele disse que eu ia ter que aparecer com outra pessoa na mídia, porque como ele disse, você nunca ia me perdoar - secou uma lágrima que escorreu em seu rosto - eu tenho os prints aqui - pegou seu celular - olha - me entregou - vai passando - fui vendo as conversas. Primeiro vi do dia que ele terminou comigo, logo de manhã
Tá bom né jogador, tá na
hora de deixar a namoradinha
Não!! Eu não vou terminar com
ela aqui, tá doido?
Ah, não? então posso mandar
dois vídeos aqui pros meus 
contatos?
Pedro, eu não tenho o que falar!!
É, eu sei que deve ser difícil, mas
vc consegue cara, vai lá rs
E ó, lembra que eu tô ouvindo tudo
o que vocês vão falar a partir de agora
Assim que ela acordar, vc vai terminar
Queria matar você, filho da puta!!
Kkkkkkkkk
Nossa, que perigoso vc hein jogador
VAI LOGO COM ISSO, NÃO TÔ
BRINCANDO COM VOCÊ

Clara: foi depois disso que você terminou comigo? - ele assentiu e passou a mão no rosto

Júnior: olha o resto - eu passei mais um e era por aquela ultima semana das Olimpíadas

Ae jogador, tive uma ideia

A Clara quando tá apaixonada
acredita em qualquer coisa, então
vamo dar um jeito de dificultar a sua
vida e facilitar a minha né?!
Eu quero que você apareça com
alguém na mídia, logo depois das
Olimpíadas e tem que ser de verdade!!
Eu vou aparecer com quem? 
Para de ser louco mano, já terminei com
ela, vai se foder!!
Sem se revoltar mano, não esquece que o
vídeo ainda tá comigo
Eu não tenho ninguém pra aparecer na mídia,
não tenho com quem mentir
Bruninha, a Marquezine gostosa lá, aparece
com ela, todo mundo acredita
Eu não vou fazer isso
Vai! Oh se vai
A Clara precisa acreditar que vc é um
grande filho da puta
O filho da puta aqui é você!!
Desse jeito vc não tá ajudando, jogador
O vídeo tá louco pra ir pra mídia, minha
produção ficou perfeita kkkkk
O que vc quer que eu faça?
Vocês com certeza vão ganhar as Olimpíadas,
então eu quero que você dê um jeito
de aparecer com a Bruna logo depois do
jogo, ainda no Maracanã
Como eu vou fazer isso? não tem como!!
Você não ama a Clara? dá teu jeito Neymar,
se vira, esse problema é seu
Só sei que a Clara tem que ficar muito puta
com você a ponto de nem querer te olhar
E se a gente não ganhar?
Aí você vai ter que aparecer com a Marquezine
em todos os outros lugares rs
Pensa aí jogador, me avisa se for pra eu mandar
os vídeos, tô louco pra fazer isso
VOCÊ NÃO VAI FAZER ISSO!
Kkkkkkkk
Bom, então posso deduzir que nosso plano
já está decidido né
Nosso plano o caralho
Eu vou fazer o que você tá mandando,
você vai apagar esse vídeo 
e vai me deixar em paz
Depois de ter certeza que a Clara te odeia?
Com muito prazer!
Clara: Júnior - o olhei chorando - por que? - entreguei o celular pra ele
Júnior: ele queria te ver longe de mim e eu não podia deixar ele acabar com o que você tanto queria, Clara - passou a mão no meu rosto - eu juro que eu não queria fazer nada daquilo, eu juro, mas era o teu sonho, cara - começou a chorar também - eu consegui falar com a Bruna, disse que queria que ela fosse na final porque era uma amiga especial, enrolei ela e fiz o que ele pediu. Eu não tava com ela, a gente não tinha nada, só me reaproximei dela por causa dele
Clara: você não devia ter enganado ela
Júnior: eu não enganei, depois do jogo eu liguei pra ela e contei tudo, pedi desculpa e ela entendeu, só que ela quis me dar uma força, então a gente continuou se falando e ela foi uma amiga foda
Clara: é e aí vocês voltaram a namorar - ri
Júnior: não! quando você foi pros Estados Unidos, o Pedro soube, não sei como, mas ele soube, porque me mandou mensagem dizendo que eu podia correr atrás de você, mas que eu não ia conseguir. Eu ainda não tava com a Bruna, fui lá no teu apartamento pra te contar tudo, mas você já tinha ido embora e eu contei pra tua mãe - eu abaixei a cabeça, ainda chorando
Clara: você não devia ter feito o que ele mandou
Júnior: era teu sonho, eu não ia estragar tudo
Clara: você ficou na mão dele, igual a um fantoche
Júnior: fiquei, fiquei e ficaria de novo por você, porque você conseguiu, não foi em vão, você chegou onde queria - sorriu
Clara: eu podia deixar isso de lado, Júnior
Júnior: não, não podia, você já abriu mão de muita coisa por mim na sua vida
Clara: e eu abriria de novo - o olhei - você não sabe como eu sofri depois daquilo Júnior
Júnior: eu sei, eu sei porque todos faziam questão de me dizer e eu sofri também, muito! mas eu te disse que você ia me entender
Clara: eu odeio o Pedro! o que ele ia ganhar com isso? ele é doente
Júnior: ele queria ver você sofrer e sem mim, ele com certeza ainda tinha raiva pela forma que tudo aconteceu - nós ficamos nos olhando - me desculpa por tudo, por favor
Clara: eu é que tenho que te pedir desculpa, eu falei tanta coisa horrível pra você, me desculpa
Júnior: você não sabia do que tava acontecendo, não tem o que se desculpar - eu o olhava negando com a cabeça
Clara: você ama a Bruna?
Júnior: por que você tá perguntando isso?
Clara: você namorou com ela de novo - ele respirou fundo
Júnior: namorei, namorei depois de dois meses que você tinha ido embora, a gente tava sempre muito próximo e eu tava carente, acabou acontecendo, mas eu não amo ela, ela é sim especial pra mim, mas quem eu amo é você e ela sabe disso, por isso terminamos
Clara: como assim? - sequei meu rosto

Júnior Flash back on

Quarta-feira, 14 de Junho de 2017
Depois de tomar meu banho, voltei pro quarto e a Bruna já estava acordada
Júnior: bom dia - sorri fraco
Bruna: bom dia - sorriu da mesma forma - Júnior, será que dá pra gente conversar?
Júnior: dá - sentei na cama - o que aconteceu? - perguntei enquanto secava meu cabelo com a toalha
Bruna: Júnior, a gente já conversou milhares de vezes sobre isso, eu te entendi, aceitei ficar com você em todas as condições, só que, eu vi como você ficou depois que a gente encontrou a Clara - eu ia falar, mas ela não deixou - eu não tô te julgando e nem te culpando de nada, mas é nítido que você ainda sente algo por ela e ela por você, aquele momento foi o suficiente pra perceber isso - eu abaixei a cabeça - eu sempre soube que você amava ela, sempre! E eu sei que eu já tentei estragar tudo entre vocês também, mas cara, eu não vou lutar contra isso, vocês se amam - secou uma lágrima que escorreu em seu rosto
Júnior: desculpa por ter feito isso com você
Bruna: não cara, não me pede desculpa, você sempre foi sincero comigo - sorriu - e eu te agradeço por isso, mas quem você ama é a Clara, a gente não tem que ficar insistindo nisso. A gente conseguiu levar isso durante um bom tempo, mas eu acho que não tem mais pra onde fugir
Júnior: é, eu sei, eu também não acho certo insistir - a olhei - você quer terminar?
Bruna: acho que a gente funciona melhor como amigos né - rimos e eu assenti
Júnior: você foi muito boa comigo - peguei a mão dela e beijei - obrigado tá - ela sorriu e negou com a cabeça
Bruna: eu que tenho que te agradecer por ter jogado limpo comigo desde o início - eu sorri de canto - bom - levantou - mas agora é hora de ir então né - eu a olhei
Júnior: o que?
Bruna: vou embora ué
Júnior: não - levantei - fica, a gente ainda tem a viagem pra África
Bruna: Júnior, nós não estamos juntos
Júnior: e daí? ninguém precisa saber, vamos pra África e depois a gente conta, você tava tão animada - ela sorriu
Bruna: a Clara tem muita sorte - eu sorri
Júnior: fica? - ela assentiu sorrindo - obrigado - a abracei - você é especial
Bruna: você é mais do que especial - eu sorri e nos soltamos - vou tomar um banho - eu assenti e dei um beijo na testa dela
Júnior flash back off

Clara: o tanto que eu já xinguei essa menina - ri - ela mudou né - ele riu
Júnior: mudou muito
Clara: nunca pensei que ela fosse ter essa atitude
Júnior: é, é porque ela e todo mundo sabe que quem eu amo é você - eu fiquei em silêncio e ficamos nos encarando - eu te amo, Clara - falou isso e nem me deu tempo de responder, me beijando logo em seguida. Eu nem exitei, porque tava morrendo de saudade dessa boca. Ele colocou as mãos no meu rosto e eu segurei em sua cintura. Era um beijo cheio de saudade e amor, muito amor. Ele parou com alguns selinhos e ficamos nos encarando
Clara: é - levantei - eu preciso ir embora - olhei as horas e já eram quase 20h
Júnior: fica - eu o olhei
Clara: não, eu não posso - olhei pra fora e estava começando a chover
Júnior: tá chovendo e tá tarde pra você voltar sozinha pra Angra - eu fiquei o olhando
Clara: eu nem tenho roupa, melhor eu ir
Júnior: eu te empresto uma roupa minha
Clara: Júnior - ele me interrompeu
Júnior: por favor - ficou me olhando, eu não aguentei e o beijei de novo, dessa vez com mais intensidade e com mãos bobas - vamo subir - ele falava sem desgrudar de mim
Clara: vamo - ele sorriu, me pegou no colo e subimos. Ele me colocou no chão e voltamos a nos beijar - eu te amo - sorri e ele me beijou de novo

POV Júnior on

Continuamos nos beijando, abri a porta do quarto com um empurrão depois de descer com a mão apertando todo o corpo dela. Mas a gente acabou andando rápido demais e tropeçando nos pés um do outro, o que nos levou a um tombo desajeitado em cima da cama. Ela riu do meu mau jeito. 
Eu saí da cama, ela ficou deitada. Tirei meu chinelo e depois cuidadosamente tirei o sapato dela. Logo depois ela tirou sua camiseta. Não desgrudei meus olhos dela. Coloquei os joelhos na cama e me ajeitei sobre ela, depois subi com as mãos pelas suas pernas, devagar. Desci a boca com cuidado até a barriga e, depois de depositar dois beijinhos ali, desabotoei a calça dela. Eu sorri quando ela mesma começou a descê-la com as mãos, impaciente e eu mesmo puxei o resto dela, jogando-a pra fora da cama. 
Deitei sobre ela com cuidado, ela passou os braços pelo meu pescoço e me beijou… de um jeito doce. Enquanto ela me beijava, eu subia minhas mãos pela barriga dela, até chegar nos seios - Júnior - ela disse com a respiração um pouco alta quando sentiu meu apertão - por favor... sorri e senti as mãos dela subindo pelas minhas costas, trazendo minha camiseta junto e deixei que ela tirasse. Depois disso, arranhou com força do meu ombro até a minha cintura, realmente cravando as unhas, deixando marcas. Pressionei meu corpo contra o dela por causa da dor. Eu gemi baixo e fiz uma careta 
Clara: machuquei você? - ela sorriu contra os meus lábios.
Júnior: foi uma dor gostosa - ela riu fraco e passou as mãos por onde havia arranhado, fazendo só carinho dessa vez. Puxei o corpo dela um pouco pra cima pra poder tirar o sutiã, e o puxei lentamente pelo braço. Desci para os seios dela, coloquei a boca em um e a mão no outro. Beijei, chupei, passei a língua por eles, tentei morder delicadamente e cada vez que a minha língua atingia um ponto mais sensível, ela dava um puxão forte no meu cabelo, me incentivando a continuar. Minha outra mão alternava em acariciar as coxas dela e a virilha, e volta e meia ela se retorcia contra o meu corpo. Deixei um dos meus dedos deslizar pela calcinha dela e pude sentir a umidade. Ela gemeu, primeiro um “puta que pariu" e depois o meu nome - vai, Júnior… por favor
Júnior: o que? - respondi parando meus movimentos e ajeitando meu corpo sobre o dela, minha perna estrategicamente enfiada contra as coxas dela.
Clara: você sabe - ela falou entre os dentes, a mão se atrapalhando ao tentar desabotoar minha bermuda. Ajudei-a, desabotoando e abaixando o zíper de uma vez só, mas guiei a mão dela pra dentro da bermuda ao invés de tirá-la. 
Ela puxou meu queixo e nos beijamos de novo, agora com mais intensidade, enquanto a mão dela subia e descia pela minha cueca, dando leves apertões. Tentei tirar a bermuda sem interromper o movimento dela, e quando consegui, ela me rolou na cama e montou no meu colo. Ela me arranhou de novo, do peito até a barriga dessa vez, mas nem senti muito bem. Eu tava concentrado em um pouco mais abaixo. A segurei pelo quadril no meu colo e quando ela recomeçou nosso beijo, também começou a rebolar. Foi a minha vez de soltar um gemido. Ela lambeu meus lábios, minha língua, o queixo, e depois a bochecha. Pressionei minhas mãos na cintura dela e ela cravou as unhas contra minha nuca em resposta, gemendo um pouco no processo.

POV Júnor off

Saí do colo dele, ficando de joelhos na cama, o beijei novamente, ele me colocou em cima dele de novo. Eu poderia exitar, parar tudo e sair dali, mas não. Eu prefiro me arrepender depois de acontecer, do que me arrepender por não ter feito e querer ficar sabendo como seria.
Com a boca em um seio, a mão direita no outro, ele me arrancava gemidos e me fazia contorcer. Sua ereção aparente me fazia ansiar por tê-lo dentro de mim, ele me jogou na cama e enquanto eu me ajeitava na cama ele buscava por uma camisinha em uma das gavetas ao lado da cama. Não a colocou imediatamente, só a deixou em uma posição de fácil acesso. 
Eu estava deitada agora, apenas de calcinha, e ele já sem nada além da cueca marcada por seu membro. Eu tava morrendo de saudade daquele corpo. 
Ele se dirigiu até minha calcinha e a arrancou com a boca, rasgando a renda. Então lentamente começou a me lamber, arrancando altos gemidos. Quando o primeiro dedo entrou, soltei um gritinho, mas não de dor, de prazer. Ele continuou, colocou o segundo e o terceiro dedo, me estimulou e me fez chegar ao orgasmo. Ele sorriu vitorioso, se deitou e me puxou de leve, entendi que era minha vez. Segurei seu pênis com uma mão, estava de quatro e caí de boca em seu membro, fazia movimentos de vai e vem olhando para ele, que revirava os olhos. Ouvi o barulho do pacote de camisinha e observei cuidadosamente ele a colocando, com um sorriso maliciosamente delicioso no rosto. Senti ele me penetrando e, nossa, fui no céu e voltei. Ele começou com movimentos bem lentos, mas depois de um tempo eu implorava por mais e mais, ele começou a aumentar a velocidade e gemíamos um no ouvido do outro. Em certo momento ele tapou minha boca, pedindo para gemer baixinho para ele. Ele gostou de me ver sofrendo para conter os gritos de prazer. Quando gozei, não resisti e soltei um grito meio alto e logo ouvi o gemido dele de prazer, ele também havia gozado e se jogou ao meu lado, tentando controlar a respiração. Nos olhamos e ele me beijou.
Júnior: te amo - sorriu, tirou a camisinha, amarrou a mesma e a jogou em algum canto dali, subiu em cima de mim e voltou a me beijar. Ele pegou outra camisinha e começamos tudo de novo... 



Mais um prontinho pra vocês e provavelmente o ultimo do ano.
Revelações feitas e agora parece que tudo vai se ajeitar.
Espero que vocês tenham gostado.
Comentem bastante.
E caso eu não volte, já desejo um inicio de ano maravilhoso pra vocês e suas famílias, com muita saúde e paz!!
Beijos e um feliz 2018!